Aprenda a armazenar suas roupas íntimas de forma correta

Na hora de montar um look, a roupa íntima faz toda a diferença. Mas, além de saber o quê e como usar, você também precisa saber como cuidar de suas peças íntimas.

Ter tudo organizado em casa é a melhor forma de evitar problemas na hora de se vestir. As peças delicadas como calcinhas de renda e sutiãs com bordados merecem cuidados especiais. Essa organização na arrumação das peças íntimas mantém as peças intactas por muito mais tempo.

Dividimos com vocês um passo a passo sobre como guardar suas peças. Confere!

Calcinhas
O ideal é optar pelo formato envelope: coloque a calcinha aberta e virada para cima, depois traga as laterais até o centro, formando um retângulo com a parte de baixo; por fim, leve a parte de baixo até o elástico da cintura, prendendo ali o fundo da calcinha. As suas peças viram ‘pacotinhos’ que podem ser colocadas uma atrás da outra na gaveta. Assim elas ocupam menos espaço.

Sutiãs
O indicado é nunca dobrar ou retorcer a peça. Isso acaba danificando a estrutura do sutiã.  Os modelos com bojo, principalmente, podem sofrer muito se forem dobrados ou retorcidos, por isso, a melhor forma de armazenamento é com a peça sempre aberta. Encaixe um sutiã atrás do outro na gaveta, formando uma fileira, assim como nas lojas.

Os sutiãs sem bojo podem ser guardados em um formato semelhante ao das calcinhas: coloque a peça para baixo e vire os dois lados da base (onde ficam os seios) formando um retângulo com a peça; em seguida, dobre a parte de baixo até o meio e depois as alças, prendendo-as dentro do elástico de base.

Camisolas
Se você costuma usar conjuntos de camisola e robe, então vale guardá-los sempre junto para não ter problema de perder uma peça da outra no armário. Para isso, abra o robe e coloque a camisola esticada por dentro e, em seguida, dobrar tudo junto, começando pelas laterais. Se a peça for de seda talvez o melhor a fazer seja pendurar a peça em um varão junto com os vestidos. Isso evita que ela amasse e preserva a peça intacta por mais tempo.

Meias
Um erro comum é fazer ‘bolinhas’ com as meias, comprometendo a qualidade do elástico ao longo do tempo. Carol explica que o jeito certo de guardar as suas meias é bem diferente, mas fácil de fazer: comece colando os dois pés com o calcanhar para cima e, com um dos pares, dobre as pontas até o centro. Coloque essa ‘trouxinha’ no centro da outra meia (ainda esticada) e puxe uma ponta e depois a outra sobre o meio. O truque é prender a ponta no elástico para que o pacotinho não se desfaça.

 

Marcações

Você também pode gostar

Deixe uma resposta