Como reduzir a oleosidade da pele

Quem tem pele oleosa sabe o sofrimento que é controlar o excesso de brilho. Lavar o rosto várias vezes ao dia, passar lencinhos umedecidos e produtos adstringentes são algumas das medidas preventivas mais comuns. Mas, o que realmente funciona?

A oleosidade equilibra a pele e protege contra o ressecamento. Mas não é por isso que você vai se obrigar a sair por aí com o rosto melequento e pegajoso, não é?! Ninguém curte um “excesso de brilho” na zona T. Entretanto, é possível diminuir essa oleosidade com ações simples e dedicação. A seguir, você poderá observar uma série de dicas de como manter a oleosidade da pele controlada.

 

rosto

No banho
O primeiro cuidado é regular a temperatura da água. Muito quente, ela remove a oleosidade natural da sua pele, incentivando o organismo a produzir mais sebo. Resultado: oleosidade de sobra! Dê preferência à água morna ou fresca.

O sabonete
A escolha do sabonete nesse processo também é muito importante. Use produtos específicos para o rosto e que não agridam a pele dessa região.

Maquiagem
Muitas mulheres se utilizam do pó compacto para amenizar o efeito da oleosidade na pele. Se você é uma mulher que precisa estar sempre maquiada, os cuidados com a higienização a pele do rosto são imprescindíveis. Se possível, busque produtos específicos para pele oleosa. Opte também por produtos de efeito matte, pois eles dão um aspecto mais seco à pele.

Lencinhos umedecidos
Eles até que aliviam a sensação pegajosa, mas não resolvem o problema. A ação destes lenços se restringe ao alívio do desconforto. Opte por ter sempre à mão uma loção adstringente e plaquinhas de algodão na bolsa. Eles são bem úteis quando não é possível lavar o rosto.

Efeitos da poluição
Os agentes poluentes facilitam a inflamação da pele, gerando problemas como a acne. Vale lembrar que o próprio óleo, em excesso, já apresenta esta propriedade, assim como a poluição, individualmente. Somando os dois, teremos uma maior inflamação cutânea.

Franja no rosto
O cabelo no rosto abafa a pele. A oleosidade dos cabelos e do couro cabeludo acaba prendendo-se à testa e ao rosto. Evite cortes que deixam o cabelo em contato com o rosto ou, se for o caso, mantenha os fios presos na maior parte do tempo.

Proteção solar
É INDISPENSÁVEL. Ponto. Num país quente como o nosso, é imprescindível sair de casa protegida. Dê preferência aos protetores específicos para o rosto com pele oleosa. Em geral, esses produtos se apresentam em loções, gel, gel-creme ou fluido. Opte pela consistência que mais lhe agrade. O fator de proteção deve ser, no mínimo, FPS 30.

O mito do chocolate
Não existe comprovação científica que confirme que comer chocolate aumenta a oleosidade da pele. Muitos estudos dizem que sim, outros tantos dizem que não. Na prática, é recomendado que você preste atenção ao próprio metabolismo e observe se o consumo causa alguma mudança na sua pele.

Ar condicionado
O ar condicionado, por ressecar o ambiente, ajuda na desidratação da pele que, por sua vez, provoca o aumento na produção de óleo. É uma reação natural do organismo para tentar reduzir a perda desta água. Se você passa muito tempo no friozinho do ar condicionado, é importante se hidratar bastante com água e sucos naturais para que os efeitos do ambiente não agridam tanto a sua pele.

Antes de dormir
Deixar a pele respirar ou usar produtos específicos? Eis a questão! Depois de remover a maquiagem e usar a loção adstringente, recomenda-se que seja aplicada uma loção ou um gel que reduza a oleosidade da sua pele. Só não pode esquecer de retirar o produto pela manhã, hein?!

Marcações

Você também pode gostar

Deixe uma resposta