Conheça Fernando de Noronha

2-min

Água límpida, praias incríveis, visuais deslumbrantes. Quem disse que precisa sair do Brasil pra encontrar tudo isso? Fernando de Noronha se apresenta como um paraíso de águas tranquilas e paisagens instigantes. Mas não é só isso! A ilha tem muita história! E a gente traz aqui um pouco de Noronha para você! 😉

Um pouco da história
Fernando de Noronha é um arquipélago brasileiro, pertencente à Recife, capital Pernambucana. Formado por 21 ilhas, ilhotas e rochedos de origem vulcânica, ocupa uma área total de 26km², sendo 17km² da ilha principal, se situa no meio do Oceano Atlântico, distante 360km a nordeste de Natal – RN e 545km a nordeste de Recife – PE.

Avistada pela primeira vez entre 1500 e 1502, sua descoberta é atribuída ao explorador português Fernão de Loronha, que inspirou o nome da ilha. Durante a Segunda Guerra Mundial, Fernando de Noronha tornou-se território federal. Somente em 1988 passou a pertencer à Pernambuco. Atualmente, a ilha é administrada por um gestor designado pelo Governo Estadual. Já o Parque Nacional é administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Também em 1988, parte da ilha foi declarada Parque Nacional, com cerca de 11 hectáres destinados à proteção de espécies endêmicas existentes no local e da área de concentração dos golfinhos rotadores, que se reúnem diariamente na Baía dos Golfinhos. Em 2001, Fernando de Noronha foi declarada, pela UESCO, Patrimônio Natural da Humanidade.

Turismo e economia
Fernando de Noronha vive basicamente em função do turismo. Existem em toda a extensão da ilha 14 pontos turísticos. As praias recebem principalmente turistas que buscam praticar esportes como surfe e mergulho recreativo. O arquipélago, inclusive, é considerado um dos melhores lugares do mundo para a prática de mergulho. A visibilidade embaixo d’água pode chegar até 50m.  O mar de Noronha é habitado por uma incrível diversidade de vida, sendo comum observar, além de peixes, tartarugas, tubarões e, claro, golfinhos.

Apesar da simplicidade, a Vila dos Remédios, principal (e única) comunidade de moradores da ilha, conta com agências e correspondentes bancários. Existem também muitos restaurantes e bares para curtir a noite de Noronha.

Quanto custa
Os pacotes de viagem custam a partir de R$ 3 mil, dependendo do tempo de permanência na ilha e das acomodações escolhidas. Não existem hotéis em Noronha, apenas pousadas. As hospedagens são classificadas por uma categoria criada exclusivamente para Fernando de Noronha, cujo símbolo é um golfinho. Assim, é possível encontrar hospedagens de 1, 2 ou 3 golfinhos. É preciso também pagar uma Taxa de Preservação Ambiental na ilha. O valor varia de acordo com a quantidade de dias em que o turista permanecerá no arquipélago.

Como chegar
É possível chegar à Noronha por via aérea, com vôos partindo de Natal – RN e Recife – PE, já que a ilha conta com um aeroporto com capacidade para receber aviões de pequeno porte e pelo mar, normalmente vindo em navios de cruzeiro.

Agora que você já conhece um pouquinho de Fernando de Noronha, que tal visitar a ilha? Diariamente turistas do mundo inteiro desfrutam do que chamamos de “pedacinho do paraíso”.

Marcações

Você também pode gostar

Deixe uma resposta