Os prendedores de cabelo que mais prejudicam os fios e os mais indicados para o seu cabelo

2 (2)-min

Vivemos num país tropical e tem dias que é difícil segurar o cabelão solto! Prendê-lo ajuda a aliviar um pouco o calorão nos dias mais quentes. A questão é: você sabe escolher o prendedor adequado? Muitos prendedores, principalmente quando usados para amarrar os fios úmidos na praia ou piscina, detonam as cutículas que estruturam o cabelo, deixando-o quebradiço e com frizz. Para evitar fios arrepiados, o melhor é recusar alguns tipos de amarradores de cabelo.

Os prendedores que mais quebram:

Elásticos de dinheiro
Se você já teve essa ideia, certamente já se arrependeu logo depois. Prender os cabelos com elásticos de látex, tipo as borrachinhas de dinheiro, pode ser uma das piores alternativas para seus fios. Esse tipo de material gruda no cabelo e não só rompe o fio, como também pode arrebentá-lo inteiro, desde a raiz.

Bicos de pato
Você deve se lembrar desse prendedor em forma de pinça para os cabelos, que fez muito sucesso nos anos 90 e era, normalmente, feito de metal. As versões metálicas até costumavam ser mais delicadas com os fios causando menos quebra e frizz, mas também só prendiam mechas pequenas de cabelo.

Fivelas de metal
Este também foi um clássico entre as décadas de 80 e 90. Inspirado no design de modelos mais antigos, chamados de fivelas “passadeiras” e que apenas prensavam quantidades de fios de cabelo com uma travessa metálica por onde passavam os cabelos. Essa versão acaba “grampeando” os fios que ficam presos nas ferragens e quebram a cada ato de soltar e prender os cabelos.

Os prendedores mais indicados:

Silicone
Tanto pelas chuquinhas que parecem fios de telefone quanto as que são quase transparentes de tão fininhas e elásticas são as mais seguras e menos danosas para a estrutura dos cabelos. Esse tipo de material, além de não grudar, também desliza com mais facilidade pelos fios, permitindo amarrar e desamarrar os cabelos com menos desconforto.

Palitos orientais
A moda dos palitos de cabelo virou tendência nos últimos tempos desde que o coque samurai entrou na moda. Ele traz de volta uma das formas mais rápidas, seguras e eficientes de se prender os cabelos. O único porém é que os fios muito curtos não conseguem dar a volta em torno do palito, sendo a opção mais indicada para cabelos médios e longos.

Elásticos revestidos
As versões mais comuns e populares de borracha látex, quando são completamente revestidas, podem ser usadas com segurança. No entanto, mesmo os de tonalidade discreta ou da cor aproximada do cabelo, não costumam ser completamente imperceptíveis e geram um certo volume nos fios dependendo do penteado. De qualquer forma, são opções baratas e eficientes para o dia a dia.

 

Marcações

Você também pode gostar

Deixe uma resposta