experiência SD

3 Posts Back Home

Experiência que traz confiança – Conheça a história de Andreza David

“A maior busca de quem tem a sobrancelha bem grossa é confiar em alguém, pois ficamos com medo de falhar e não crescer mais.” Foi dessa forma que Andreza David falou sobre a dor que sentia antes de conhecer a Sobrancelhas Design. Ela conheceu a experiência SD por meio da indicação de uma amiga. Não acreditava em promoções e ganhou duas da rede de franquias Sobrancelhas Design. Ela relatou inclusive que dorme quando faz a sobrancelhas! “Quando a gente dorme em um serviço estético é porque a gente confia.” E põe confiança nisso. Ela sai de Maracanaú, município a 22,4 km de Fortaleza no Ceará, para fazer o tratamento de suas sobrancelhas com quem ela confia. A certeza do horário marcado também é um diferencial de cuidado para ela. Experiência com amor e muito zelo. Quer saber mais, dá o play! 

Experiência que transforma olhares – Entenda a transformação de Karen Gama

Imagine uma rotina na qual você acorde às 5 da manhã e só volte para casa meia-noite. Com qual tempo você cuidaria de si mesma? Esse era o dilema de Karen Gama até conhecer a experiência SD. Atualmente, mesmo com a rotina corrida, ela se cuida. O horário? Durante o tempo do almoço. E tudo começou quando ela viu a transformação das sobrancelhas de uma amiga de trabalho. Depois da indicação, Karen se tornou cliente da Unidade Sobrancelhas Design do Center Um em Fortaleza, Ceará. Na unidade ela se sente em casa, é conhecida pelo nome, e gosta muito de toda a experiência que lhe é proporcionada. “Ela (a designer) foi adequando a minha sobrancelha ao meu olhar. Com o tempo o Sérum foi fazendo efeito e eu pude começar a dar uma arqueada, que eu achava um babado fortíssimo ela arqueada, né. Hoje eu tenho um design nas minhas…

Ser cliente SD é: ter uma excelente experiência

Não se sentir em casa, só ser tratada bem se parecer ter um alto poder de compra. Quem nunca se sentiu assim ao entrar em estabelecimentos? O atendimento ao consumidor em muitos locais deixa a desejar, e se sentir em casa fica parecendo um sonho distante e difícil de ser alcançado. A partir de hoje vamos contar para você histórias de relacionamentos de pessoas com pessoas. Muito além de marca, vamos falar sobre convivência, narrativas que se entrelaçam e se tornam uma só, buscando acima de tudo a satisfação, a qualidade e o “ser parte”. Assim mostramos que é possível, sim, ser respeitada pelo que se é e não pelo que se tem. Aperta o play e confere a história da Ana Figueiredo. 

Navigate