ansiedade

3 Posts Back Home

Não tem problema em pedir ajuda

O amor realmente pode salvar, e esse mês nos lembra o quanto isso importa. O cuidado! Seja com a sua saúde mental, seja com o próximo. Esse mês é dedicado ao Setembro Amarelo e nós precisamos compartilhar muito amor com todos ao nosso redor.  E nós estamos aqui para te dizer que você não está sozinho, que você importa, e que o que você tem dentro de si pode ser dividido, pois muitas vezes, dividir o mundo que você carrega, ajuda tudo a ficar mais leve. Então hoje a gente vai te ajudar a ficar mais leve e a melhorar seus dias com algumas dicas. Como podemos lidar com a ansiedade? – Exercícios físicos – Exercícios respiratórios – Tratamento psicológico combinado – Boa alimentação – Meditação Como reduzir o sintomas da depressão? – Meditação/Yoga – Exercícios físicos – Tratamento psicológico combinado – Atividades sociais saudáveis – Procurar ajuda Como aumentar…

5 Dicas imperdíveis para fazer exercícios físicos em casa

A minha rotina, a sua rotina e a rotina de todo mundo mudou de uma hora para outra por causa da pandemia do coronavírus, não é mesmo? Cuidar bem da mente e do corpo se tornou um dos objetivos mais procurados durante a quarentena, período em que as pessoas estão redescobrindo sua casa e encontrando maneiras criativas para administrarem o tempo, se manterem produtivas e com o bem-estar lá no alto. Ler aquele livro que estava na mesa de cabeceira fazia um bom tempo, fazer cursos on-line para aprimorar as competências e habilidades nos negócios, ou aproveitar bem o espaço da sua sala para fazer exercícios físicos e manter a saúde em dia são opções bem interessantes para aproveitar o tempo que está sobrando no relógio durante o isolamento social.  Por que treinar em casa faz bem? Diminui a ansiedade  A incerteza anda de mãos dadas com a ansiedade, que,…

Como parar de roer unhas

A textura é estranha. Nem rígida, nem flexível. A cor não é nem um pouco atraente e o sabor, nem de longe, agradável. Mesmo assim, há quem não resista a mordiscar as unhas e, às vezes, roê-las até que sangrem os dedos. Normalmente associado a crises de ansiedade ou de autoestima, a onicofagia tem cura. Há desde soluções mais simples, como o uso de esmaltes, até outras mais trabalhosas e que vão além dos cuidados estéticos. O mau hábito pode também ser um sinal de desordens mentais ou emocionais. Nesse caso, um médico deverá ser consultado. Roer unhas traz, desde problemas estéticos, até a restrição das habilidades manuais. Um roedor compulsivo pode roer não só a unha mas também a cutícula e pele ao redor que pode ser rompida que, além de virar porta para os micróbios que vivem embaixo das unhas entrarem no organismo, vai prejudicar nas tarefas simples, como digitar.…

Navigate