Você sabe qual a importância da testosterona para a mulher?

Quando a gente fala em testosterona para mulher, temos o pensamento errôneo de um corpo masculinizado. Essa é a ideia mais comum, mas esse hormônio é essencial à vida.
O organismo feminino tem uma concentração de 10 a 30 vezes menos de testosterona do que no organismo masculino.
A execução de diversas funções metabólicas em mulheres depende também da testosterona. Então vamos desmistificar o papel desse hormônio para o organismo feminino.
Funções a testosterona no corpo da mulher
A testosterona é produzida pelos ovários e pelas glândulas suprarrenais no corpo da mulher. Apesar da concentração mais baixa, seus níveis equilibrados são essenciais.
Algumas das funções que dependem do equilíbrio da testosterona são:
  • A libido;
  • O ganho de massa muscular diante da atividade física;
  • Aumento da massa óssea;
  • Manutenção da saúde do coração;
  • Energia e disposição.
A sensação de vitalidade é um reflexo do equilíbrio hormonal, que a testosterona também deve ser incluída.
Consequências da falta de testosterona
A testosterona em baixos níveis traz uma série de problemas para o organismo. O primeiro sinal geralmente é o desânimo. Se a vitalidade reflete os bons níveis hormonais, a sensação de apatia também reflete que algo não vai bem.
Devido ao desânimo, também tem o cansaço frequente e a baixa libido. Um sintoma que vai levando a outro que estão desencadeados. 
Esses sintomas, inclusive, podem ser associados a questões psicológicas. Mas, é muito importante que sejam analisados a fundo.
Além disso, a falta de testosterona traz outras consequências para a saúde:
  • Sensação de apatia, com menos energia para as atividades habituais;
  • Fraqueza, preguiça, dificuldade nas tarefas diárias;
  • Falta de decisão e iniciativa;
  • Perda e/ou dificuldade de ganho de massa muscular (menor tônus muscular);
  • Ganho de gordura;
  • Perda de massa óssea;
Esses sinais costumam aparecer principalmente durante a menopausa. Estima-se que 30% das mulheres nessa fase da vida apresentam esses sintomas, que podem estar associados à baixa testosterona.
Os desequilíbrios hormonais podem aparecer em qualquer fase da vida da mulher. O uso do anticoncepcional também é um fator para a baixa testosterona, assim como antidepressivos, problemas nos ovários, estresse, artrite e anorexia.
Pra amenizar esses sintomas, melhorar os hábitos de vida, como alimentação equilibrada e prática regular de atividade física pode ser uma boa saída pra retomar os bons níveis de testosterona.
O ideal é que, diante desses sinais, as causas sejam investigadas com detalhes. Somente um médico pode avaliar a necessidade de tratamento com doses individuais e personalizadas. Procure a opinião de um profissional.
Veja aqui algumas dicas que são pra melhorar a qualidade da sua vida.

Leave A Reply

Navigate